Himalaya de perder o fôlego

Martin, Engenheiro de Informação especialista - Waregem

Em 2011, eu fiz a viagem mais bonita da minha vida (até o momento); três semanas de moto através das montanhas do Himalaya na Índia. Natureza impressionante, um país fantástico e uma população muito cativante!

 

Quando eu ainda estava trabalhando em Antwerp e Bruxelas, eu comprei uma moto para evitar o trânsito. Foi assim que comecei e dirigir a moto tem sido meu hobby desde os anos 90. Através do meu revendedor BMW, eu acabei entrando em um Clube BMW, chamado BMW Flanders. Juntos sempre fazemos viagens de um dia, finais de semana ou ainda viagens para países vizinhos.

 

Em Agosto de 2011, nós fizemos nossa primeira viagem mais longa. Dezesseis membros do clube pegaram um avião para Nova Déli e locamos motos Enfield 500 localmente. Por um período de 3 semanas, cruzamos os himalayas indianos através de cinco das montanhas mais altas do mundo. Um jeep nos seguiu o tempo todo com nossa bagagem e muitos litros de gasolina. Chegamos a altitudes de mais de 5.378 m! No topo das montanhas, haviam todos os tipos de bandeiras de orações. A população budista acredita que seus desejos se espalham com o vento e encontram as pessoas certas.

 

A rota não foi nada óbvia: estradas sujas e cheias de pedras, com muitos buracos, lama e obstáculos. Alguns de nossos colegas de viagem levaram tombos bem sérios. Como a trilha é usada pelo exército indiano, ela sempre precisava ser consertada rapidamente. Portanto sempre haviam obras acontecendo em algum lugar do caminho. Nós sempre encontrávamos também veículos grandes e perigosos que abastecem as lojas nos vilarejos das montanhas.

 

Durante a viagem nós penduramos uma bandeira budista na moto. Depois cortamos a bandeira e colocamos partes em chaveiros e os distribuímos para pacientes com fibrose cística, que é uma doença hereditária que dificulta a respiração e digestão, e infelizmente não tem cura.

 

 Um dos membros do nosso grupo era Rik , Coordenador de Sistemas da TVH. Eu não estava trabalhando na TVH na época, então só o conheci como um colega de viagem muito amável. Mas agora somos colegas de trabalho também!

 

Também tínhamos um fotógrafo entre nós. Depois da viagem, eme publicou as mais belas fotos no livro “Breathtaking Himalayas” ('Adembenemend Himalaya', 2011, Uitgeverij Snoeck),

 

There was also a photographer in our midst. After the trip we collected the most beautiful photos in the book 'Himalaya de perder o folêgo' ('Adembenemend Himalaya', 2011, Uitgeverij Snoeck), que ainda está a venda nas livrarias. Os lucros da venda do livro irão direto para os doentes de Fibrose Cística através da entidade  'Mucovereniging'.

 

A jornalista Annemie Struyf disse sobre o livro “ Eu fechei o livro, respirei profundamente e por um momento é como se eu estivesse no Himalaya.

Ler mais estórias

Interessado em um emprego na TVH?

TVH AMERICAS

TVH INTERNATIONAL

Interessado em um emprego na TVH?

TVH AMERICAS

TVH INTERNATIONAL

Interessado em um emprego na TVH?

TVH AMERICAS

TVH INTERNATIONAL